Home » TQS News » Consulta » Tecnologia » Viga Protendida
Viga Protendida

Eng. Nelson Covas - Edição Nº. 6 - Junho/97

A TQS está iniciando a distribuição e comercialização de um programa para projeto de vigas protendidas denominado BEAM.

O desenvolvimento do BEAM foi motivado pela necessidade de divulgação da técnica de cálculo de uma estrutura protendida, segundo as normas atuais, e também pela viabilização do uso dos microcomputadores pessoais ou de estações gráficas de pequeno porte em projetos do gênero, nos moldes dos outros sistemas existentes para estruturas de concreto armado. Ele representa a incorporação e a atualização da tecnologia existente no programa GCAP, de propriedade da MAC - Sistema Brasileiro de Protensão, que o vem utilizando, juntamente com a Portante - Engenharia de Projetos, em projetos de estruturas protendidas há mais de 20 anos, com absoluto êxito. Esta atualização do programa corresponde à criação de um sistema integrado de pré, análise e pós-processamento, com uma interface gráfico-interativa, que roda em sistema de janelas.

Similar ao programa de lajes protendidas, desenvolvido pela TQS, o desenvolvimento do BEAM foi possível graças ao apoio financeiro da Companhia Siderúrgica Belgo Mineira, na pessoa do Dr. Eugênio Luiz Cauduro, presidente da Associação Brasileira de Póstensão e do apoio técnico do Dr. Evandro Porto Duarte, professor de Estruturas Hiperestáticas e de Concreto Protendido da Universidade do Estado do RJ e diretor técnico da MAC e da Portante.

Abaixo, citamos algumas das características principais do BEAM:

1) Sistema multiplataforma, com versões para DOS, Windows (3.1, NT, 95), Unix e Mac;
2) Modelagem gráfica interativa de todos os elementos de projeto (geometria, cargas, lançamento de cabos, etc.);
3) Permite a construção de variados esquemas longitudinais, sem limitações para o número de vãos. Articulações no meio dos vãos, balanços ;
4) Possibilita a criação de seções transversais quaisquer (desconexas, furos, poligonais, circulares) variáveis ao longo da viga;
5) Comporta variados casos de carregamentos (peso próprio, permanente, acidental, móvel) e tipos de cargas concentrada, distribuída, trapezoidal e momento;
6) Sistema de protensão definido por famílias de cabos (ou definição de cabo a cabo), com acompanhamento gráfico interativo do traçado longitudinal e transversal;
7) Cálculo de todas as perdas de protensão feito segundo a norma brasileira, com visualização em tabela ou gráfico;
8) Visualização de todos os diagramas de esforços isolados, ou de combinações inclusive das solicitações devido a protensão (hiperestático);
9) Calcula linhas de influência e envoltória de esforços de cargas móveis;
10) Predimensionamento da armadura de protensão para carregamento especificado. Para este carregamento a protensão é tratada como completa. 11) Dimensionamento ao cisalhamento considerando o efeito da protensão; 12) Dimensionamento ao E.L.U. considerando as armaduras ativas e passivas.
13) Verificação a fissuração.
14) Apresentação dos quadros de tensões graficamente, em cada etapa de carregamento;
15) Geração da memória de cálculo automaticamente, com toda a modelagem e cálculos feitos, possibilitando edição posterior;
16) Gera planta de aço de protensão em qualquer padrão, mostrando o projeto longitudinal, transversal e o quadro de quantidades;
17) Compatível com Autocad (DXF), MicroStation (DGN) ou com qualquer programa que opere em Windows (Word, Excel, Coreldraw, etc.).