O sub-sistema CAD/Pilar está totalmente adaptado à atual norma de concreto armado NBR6118:2003 desde a sua versão 11, propiciando ao engenheiro estrutural a concepção, cálculo e detalhamento, de forma totalmente automática, de todos os tipos de pilares (seção retangular, qualquer e circular) de acordo com os vários métodos exigidos por esta norma.

O CAD/Pilar oferece ainda uma série de recursos e calculadoras, poderosas ferramentas de integração entre os resultados automáticos obtidos no processamento (ou pré-análises) e o engenheiro, permitindo a este um rápido e eficaz estudo do dimensionamento de seus elementos, ao simular situações particulares em pontos específicos dos elementos de sua estrutura.

Todos estes recursos estão construídos com base em uma entrada e saída gráfica totalmente amigável e de fácil entedimento, o que praticamente dispensa a utilização intensa de manuais, propiciando um aprendizado e desenvolvimento de projeto extremamente produtivo, mesmo para aqueles que ainda não tenham muita experiência com o sistema. Os manuais, disponibilizados de forma digital, complementam toda e qualquer informação (mesmo teórica) que ainda seja necessária, constituindo-se um material de consulta extremamente abrangente e completo.

O CAD/Pilar possibilita uma total transparência nos resultados obtidos pelos diversos métodos utilizados, apesar de toda a complexidade que os cálculos destes métodos envolvem, possibilitando que o engenheiro visualize, inclusive, os resultados intermediários de cálculo, apresentados em relatórios específicos, possibiltando o constante acompanhamento, verificação e entendimento do comportamento do elemento envolvido.

 

Editor de Esforços, Geometria e Armaduras

O Editor de Esforços, Geometria e Armaduras do sistema CAD/PILAR permite um interação direta entre os sistema e o engenheiro, oferecendo uma série de recursos e calculadoras que possilitam ao profissional a simulação de situações específicas, utilizando ou não os critérios já definidos ou mesmo dos resultados obtidos em um pré-processamento, tais como os esforços do pórtico espacial.

Com o Editor de Esforços, Geometria e Armaduras é possível editar e conferir todos os dados de dimensionamento/detalhamento dos pilares. 

Com este editor é possível, por exemplo, avaliar a alteração do fck ou do E ocorrido na obra, criar novos esforços diretamente no pilar, criar as mais diversas configurações de armaduras utilizando diversos tipos de bitolas e aços, visualizar as curvas de iteração dos esforços ao longo do pilar, a verificação do dimensionamento de um pilar pelos diversos métodos disponíveis em atendimento à NBR6118:2003, inclusive efeitos localizados em faixas de uma lâmina de um pilar de seção qualquer.

Aqui também é possível a verificação do dimensionamento de um pilar pelos métodos mais refinados hoje disponíveis no mercado de software para estruturas, como o Método Geral, através de uma calculadora gráfica, que tanto importa os dados de um determinado dimensionamento, como permite uma total alteração em seus dados e configurações, oferecendo como resultados uma série de informações (gráficas e numéricas) sobre o dimensionamento em questão tais como diagrama de esforços, rigidez kapa e outros parâmetros, cujos conceitos envolvidos são o atual estado da arte em termos de cálculo estrutural.

O editor permite a análise, edição e verificação de qualquer tipo de pilar (retangular, circular, em "L", em "U" ou de seção poligonal), por qualquer um dos métodos (pilar-padrão com curvatura aproximada, rigidez aproximada, acoplado a diagramas N,M,1/r ou Método Geral), permitindo uma flexibilidade muito grande em termos de verificação. Caso seja feita alguma alteração, é possível refazer as verificações sobre os pilares, de modo a garantir o seu adequado dimensionamento.

O dimensionamento dos pilares é feito com a utilização da chamadas Curvas de Iteração Força Normal X Momento

Imperfeição Geométrica

Todo e qualquer edifício, quando executado em canteiro, está sujeito ao aparecimento de desvios geométricos, distorções na forma e posicionamento dos elementos estruturais. Por esse motivo o engenheiro deve, obrigatoriamente, levar em conta as imperfeições geométricas durante a elaboração do projeto.

O engenheiro deve considerar em seu projeto as imperfeições geométricas do eixo dos elementos estruturais, sendo que estas imperfeições são divididas em dois grandes grupos: imperfeições globais e imperfeições locais. O sistema CAD/PILAR atende a estas duas necessidades, propiciando que o engenheiro ganhe tempo e produtividade ao desenvolver seu projeto pois tudo ocorre de forma automática, segundo critérios pré-estabelecidos. 

A existência de critérios editáveis possibilita ao engenheiro ter controle sobre os resultados que serão gerados e adotar os critérios mais adequados a seu projeto. Todos os critérios são explicados claramente, sendo apresentadas formulações e desenhos explicativos, quando necessário. 

O sistema CAD/PILAR foi desenvolvido para possibilitar que o engenheiro, ao desenvolver o seu projeto, possa utilizar nas análises locais, tanto o cálculo pelo Momento Mínimo como pela consideração do q (teta), possibilitando a utilização do método mais adequado ao seu projeto.

Assim como os demais itens do Sistema CAD/TQS, a consideração da Imperfeição Geométrica possui critérios com valores editáveis, de modo que o engenheiro possa adotar a consideração mais adequada ao seu projeto. 

Efeitos Locais de 2a. Ordem

A norma NBR6118:2003 passou a exigir a utilização de métodos mais refinados para o cálculo dos efeitos de 2ª Ordem, sendo que, em determinadas situações, os métodos aproximados de cálculo não são indicados. O CAD/PILAR está adaptado para atender a todos os métodos exigidos pela atual norma, inclusive os mais complexos, oferecendo uma poderosa e completa ferramenta de análise, cálculo e dimensionamento ao engenheiro.

Pilar-padrão com curvatura aproximada, Pilar-Padrão com Rigidez Kapa aproximada, Método do Pilar-Padrão acoplado a Diagrama M,N,1/r, Método Geral e ainda os Efeitos Localizados em pilar parede (nos quais se considera, inclusive, os métodos exatos em suas faixas) todos estão disponíveis no sistema CAD/PILAR.

É possivel conferir toda a geração de cargas globais e locais, além do dimensionamento através da Análise dos Efeitos de 2a. Ordem. 

Fluência

A consideração de uma excentricidade adicional que leve em consideração a Fluência deve ocorrer em determinadas situações de projeto definidas pela norma NBR6118:2003. O sistema CAD/PILAR realiza essa consideração automaticamente, de forma clara, simples, precisa e produtiva. 

Fluxograma de Funcionamento

Os fluxogramas propiciam ao usuário um completo entendimento do funcionamento de todas as caracterísitcas e particuliaridades do Sistema CAD/Pilar:

Fluxograma Geral de Pilares

Fluxograma de Pilares Retangulares

Fluxograma de Pilares-Parede